Apesar de estarmos num mundo cada vez mais tecnológico e automatizado, onde tudo se resolve com um clique, sentimentos são demonstrados em “likes”, abraços são trocados por conversas virtuais e afeto é medido pelo número de seguidores – há uma ferramenta para lidar com os problemas que muitos acreditavam que seria extinta, mas está cada vez mais forte e necessária: a terapia.

Os transtornos mentais têm sido os grandes vilões do século 21, sobretudo depressão e ansiedade. Estima-se que quase 30% das pessoas que sofrem com alguma ansiedade patológica verão seus quadros evoluírem para depressão.
O problema é que uma grande parte das pessoas que sofrem de ansiedade ou depressão nem sempre sabem que estão adoecidas, as que sabem nem sempre querem se expor ou fazer tratamento. O que acaba por agravar o transtorno e o sofrimento da pessoa.

Alguns números

Depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, 5,8% da população sofre de depressão, cerca de 11,5 milhões de brasileiros.

Ainda de acordo com a OMS em dados divulgados recentemente, a Ansiedade atinge cerca de 264 milhões de pessoas no mundo. E o Brasil é um dos países com os maiores índices: 9,3% da população apresenta o transtorno.

Indicações de Terapia

Tanto os transtornos depressivos quanto os ansiosos costumam ser muito limitantes na vida da pessoa, interferindo negativamente na manutenção de uma rotina produtiva e saudável. Em casos mais extremos os transtornos depressivos podem levar ao suicídio. Fora o desgaste emocional de todos que estão a volta do acometido. Portanto buscar ajuda terapêutica para lidar com o transtorno é fundamental para o restabelecimento da saúde e da qualidade de vida.
Mas a terapia vai muito além de ajudar quem está sofrendo com algum transtorno psiquiátrico.

Na segurança e aconchego das quatro paredes de um consultório é possível rever crenças limitantes, superar medos que paralisam, se reconciliar com o passado, perdoar, avaliar e reavaliar questões profissionais, pensar em alternativas melhores para solução de conflitos de relacionamentos, superar uma perda, aprender a lidar com uma doença, pensar em novas possibilidades, caminhos e escolhas. Além de tantas outras questões que podem ser levadas a terapia e resolvidas de forma mais eficiente e harmoniosa.

Terapia é para TODOS

Não é necessário que você se veja em meio a um baita problema para buscar terapia, você pode simplesmente querer ser melhor, se conhecer melhor. Ou seja, para fazer terapia basta querer mudar. E aqui é que a terapia funciona, porque mudar é algo que só pode vir de dentro.

A terapia cognitivo comportamental é indicada para quem está sofrendo com algum transtorno, mas também para essas pessoas que desejam autoconhecimento, fortalecimento da auto-estima, desenvolvimento de habilidades de enfrentamento ou modificação de um comportamento ou hábito.

Terapia é sim para todos, para todos os tipos de desconfortos e insatisfações. Para todos que querem ter uma vida melhor e mais feliz.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *