Ansiedade engorda e na maioria das vezes é a grande vilã no fracasso das  tentativas de perda de peso.

A ansiedade é um desdobramento da emoção MEDO, caracterizada pela preocupação excessiva (medo) com coisas simples da rotina e futuro.

Estar exposto a essa emoção por período prolongado de tempo pode desencadear transtornos de ansiedade, que  provocam inúmeros sintomas limitantes na vida da pessoa, tais como: cansaço extremo, sudorese, dor ou aperto no peito, taquicardia, falta de ar, sensação de que algo ruim vai acontecer, etc.

Os fatores que contribuem para o aumento de peso são variados, mas especialmente três são considerados de maior impacto: hormonais, alimentares e comportamentais.

Fatores hormonais

A ansiedade provoca alterações hormonais no organismo e como consequência há um aumento na produção dos hormônios adrenalina e cortisol  – este último é também conhecido como hormônio do estresse.

Permanecer em estados de ansiedade é muito estressante para o organismo. Não só no nível do humor, mas também no sistema endócrino. O aumento do nível de cortisol no corpo é um sinal de que é preciso fazer uma reserva de energia – essa reserva se dá em  forma de gordura. É uma defesa do organismo para situações de perigo, preparando o corpo para luta ou fuga. Portanto, ansiedade engorda porque o aumento do nível de cortisol no corpo leva ao acúmulo de gordura, principalmente na região abdominal.

Fatores alimentares

Aqui dois pontos são igualmente significativos.

O primeiro está relacionado a questão hormonal. A medida que o corpo começa a fazer reservas de energia – gordura – através de uma maior concentração do hormônio cortisol, o corpo passa a pedir que essa reserva seja reposta. Se você fizer atividade física intensa e seu corpo perder água, você sentirá sede para repor, o mesmo acontece quando você começa a acumular reservas de gordura, seu corpo vai pedir mais comida para repor o que foi “desviado” para a reserva. Assim ,é provável que você passe a sentir mais fome e fazer uma ingestão em maior quantidade do que o habitual.

O segundo ponto é que a ansiedade gera mal estar e altera o humor de forma significativa. E alimentos calóricos – açúcar e carboidratos simples – estimulam a produção de serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de prazer. Portanto ansiedade engorda também porque leva a compulsão alimentar por alimentos que são rapidamente metabolizados e geram sensação de prazer imediato, aliviando momentaneamente o mal estar. Aqui estão o chocolate, massas, frituras e doces em geral.

O principal problema desse tipo de alimentação é que geralmente após um episódio de compulsão a pessoa passa a se sentir muito culpada, e isso reforça o mal estar que sentia antes e intensifica a ansiedade. Dando início assim a um ciclo vicioso que se retroalimenta sozinho, e pior, que pode fazer o quadro que antes era “apenas” de ansiedade evoluir para depressão.

Pensamentos Disfuncionais relacionados a Ansiedade e Alimentação

“Eu até tinha pensado em comer apenas 4 pedacinhos do chocolate, mas quando vi já tinha comido a barra toda” falta de atenção ao ato de comer “consciente”.

“Eu estava até comendo direitinho, mas os dias tem sido tão estressantes que eu merecia fugir um pouco da dieta.” pensamento compensatório/busca de recompensa.

“Ah, já tinha jogado tudo para o alto mesmo, nem vou continuar”resposta disfuncional ao pensamento compensatório.

Fatores Comportamentais

Uma das características mais marcantes da ansiedade é uma agitação física e mental. Com o passar do tempo, essa agitação vai provocando a sensação de fadiga e esgotamento. O resultado desse processo é profunda apatia e falta de motivação.

Essa apatia e falta de motivação comprometem a qualidade de vida da pessoa, interferindo na realização de tarefas simples do dia a dia. Cansadas e esgotadas física e mentalmente essas pessoas tendem a exercitar-se menos e portanto engordam.

A atividade física regular é uma das melhores formas de lidar com a ansiedade, depressão e outros males mentais. Auxilia na perda de peso, na escolha de alimentos mais saudáveis, numa maior disposição física e mental, “equilibra” o sistema endócrino ao promover uma maior produção dos hormônios do prazer, colesterol bom e controle do triglicérides; ajuda a  envelhecer com mais saúde, disposição e condicionamento; dependendo da modalidade você amplia o seu ciclo social e por fim é o gatilho para o desenvolvimento de muitos outros bons hábitos.

Além do ganho de peso pela falta de atividade física, outro desdobramento da apatia e falta de motivação é o comportamento de isolamento. Sem energia para as atividades do dia a dia, a pessoa também tende a isolar-se, fugindo de compromissos sociais. A maioria relata que não tem vontade de sair de casa, e esse tipo de comportamento também pode levar a um consumo maior de alimentos.

Ao sair de casa, ir ao parque, cinema, teatro ou mesmo para almoçar e jantar fora geralmente estão inclusos momentos de distração, de jogar conversa fora, rir com os amigos, ou estar atendo a um filme, peça. O comer é um elemento na cena toda, mas não o ator principal.

Ao passo que ficar em casa, pode parecer primeiro um momento de “paz” e descanso, mas no fundo não passa de um comportamento de autosabotagem pois o manterá preso aos pensamentos catastróficos e angustiantes que a ansiedade traz. Assim a probabilidade de você comer no “automático” nesse contexto de isolamento é muito maior do que num contexto social. Sendo assim outro comportamento do ansioso que contribui para o ganho de peso.

Portanto, ansiedade engorda sim. Você é capaz de identificar se está passando por esse processo e traçar um plano de reestruturação para maior qualidade de vida e bem estar. Algumas pessoas precisarão de auxílio psicológico para identificar e modificar o quadro.

Seja qual for o seu caso, não deixe de querer mudar. Mas querer não será o suficiente, tenha um plano de ação para isso.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *