Nos últimos anos houve um aumento significativo de pessoas em busca de terapia para lidar com o estresse e a ansiedade relacionado ao ambiente de trabalho.

Os motivos apesar de variados, se repetem já nas primeiras sessões:

  • Pressão por resultados rápidos
  • Ambiente agressivo e pouco amistoso
  • Reuniões interináveis
  • Metas inatingíveis a serem batidas
  • Muitas horas extras
  • Acumulo de funções/excesso de trabalho
  • Medo de ser demitido
  • Falta de reconhecimento pelo desempenho, entre outros

Ou seja, motivos não faltam para que as preocupações e a sobrecarga passem a ser constantes a ponto de desencadearem uma ansiedade limitadora e patológica, levando a um comprometimento da saúde física, mental e emocional. A sensação é de que está chegando próximo do seu limite.

O estresse continuo, quando passa a fazer parte da rotina de trabalho, é muito nocivo e afeta o corpo da seguinte forma*:

  • Cabeça: humor instável (oscilante, principalmente para baixo), irritabilidade, raiva, falta de energia, tristeza, dores de cabeça, dificuldade para dormir, distúrbios de ansiedade e ataques de pânico
  • Pele: acne, dermatites, seborreia e envelhecimento precoce
  • Articulações e músculos: dores, tensão e redução da densidade óssea
  • Coração: aumento da pressão arterial, da frequência cardíaca e do colesterol, além de casos de enfarte.
  • Estômago: cólicas estomacais, refluxo, enjoos e sensação de peso
  • Pâncreas: Diabetes
  • Intestino: síndrome do cólon irritado, diarreia e constipação
  • Sistema Reprodutivo: diminuição da libido, nos homens ocorre uma queda na produção de esperma e na mulher aumento das cólicas
  • Sistema Imunológico: diminuição da capacidade de defesa. A recuperação de doenças torna-se mais lentas nas pessoas estressadas

Pensando em todos esses malefícios, destacamos algumas recomendações para lidar com o estresse e a ansiedade no ambiente de trabalho:

Respeite seu próprio limite

Não vá acumulando funções sem antes pensar bem se será capaz de dar conta de todas. Muitas pessoas se queixam de sobrecarga após aceitar um novo desafio ou envolver-se em projetos que a princípio não eram de sua competência. E lembre-se: nem tudo está sob o seu controle, então não tente controlar o incontrolável.

Tenha lazer

Use seu tempo livre no final do dia e finais de semana para fazer algo que realmente gosta. Usar esse tempo apenas para dormir com a desculpa que está muito cansado, pode a principio parecer relaxante, mas a falta de atividades de lazer pode agravar o estresse quando a semana recomeça. Ande de moto com amigos, vá almoçar e jantar fora, vá ao happy hour com os amigos, cinema, praia, fazenda. Faça o que lhe agrada.

Encontre pessoas queridas

Não se isole. Arrume tempo para a esposa, o namorado, família e amigos. Estar próximo de pessoas que gostamos reorganiza e refresca a mente.

Atividade Física

Faça um esforço e inicie uma atividade: natação, corrida, academia, bicicleta ou mesmo uma caminhada. Ao final terá uma sensação de bem estar muito prazerosa.

Metas e prioridades

Ao estabelecê-las, cria-se um plano, um roteiro para atingi-las, tirando aquele peso e a sensação de incompetência que podem surgir quando não conseguimos realizar nossas tarefas direito.

E por fim, cuide do seu emocional, saber controlar as emoções contribui para o controle do estresse e da ansiedade. Não permita que críticas e abalem sua confiança em si mesmo.

*Fonte: IPOM - Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *