A terapia em si ainda é um assunto que gera diversas dúvidas, o que acaba afetando negativamente a ideia de fazer uma terapia de casal. É comum encontrarmos cônjuges, principalmente do sexo masculino, com um certo grau de preconceito ao ouvir sobre uma possível visita ao terapeuta.

A terapia de casal trabalha com os principais aspectos da relação a dois e busca restabelecer o padrão de interação entre o casal. Além disso, também procura tratar a comunicação entre os cônjuges por meio da observação de suas crenças, emoções, expectativas, individualidades e necessidades.

confira a seguir 18 perguntas sobre terapia de casal respondidas

confira a seguir 18 perguntas sobre terapia de casal respondidas

Um dos principais motivos que levam à separação é a dificuldade de comunicação dentro do relacionamento. Enquanto um pode ser mais visual, o outro tende a ser mais auditivo. E isso acaba atrapalhando na hora de entender e conhecer melhor o parceiro no dia a dia.

Para tirar todas as suas dúvidas sobre terapia de casal, separamos 18 perguntas sobre o assunto respondidas. Dê só uma olhada!

1- Quando devo procurar uma terapia de casal?

Erra quem pensa que só devemos procurar a terapia de casal quando o conflito está fora de controle. Há diversos motivos que podem levar o casal a procurar uma terapia: falta de diálogo, distância entre ambos, traições, pequenos conflitos como discordância na criação dos filhos, problemas financeiros etc.

os casais devem procurar a terapia de casal logo no início do conflito ao invés de esperar que o problema tome proporções ainda maiores

os casais devem procurar a terapia de casal logo no início do conflito ao invés de esperar que o problema tome proporções ainda maiores

Ou seja, a terapia de casal não serve apenas para os casais que acreditam não existir mais solução para o relacionamento a não ser o divórcio. O terapeuta também pode auxiliar em pequenos conflitos do dia a dia ou pequenas discordâncias.

2- Qual o papel do terapeuta no processo?

Além de atuar com um intermediador, o terapeuta também instiga cada um a refletir qual o seu papel na relação. Diferente do que muitos possam imaginar, o profissional não escolhe um dos lados para defender. Ou seja, o terapeuta é totalmente imparcial.

É muito comum que o casal não consiga reconhecer o motivo do conflito ou quais as atitudes que poderiam melhorar a situação. E o profissional auxiliará exatamente nesses pontos, guiando os cônjuges para que se comuniquem melhor, expressem seus sentimentos com mais sucesso e encontrem uma forma de mudar certas atitudes para que a vida a dois seja mais agradável.

3- É possível recuperar a relação em todos os casos?

Não. Apesar de que, quanto mais cedo o casal procurar uma ajuda, maiores são as chances de uma reconciliação, em determinados casos o casamento não tem mais salvação. Isso depende de vários motivos, independentemente do trabalho do terapeuta.

Em muitos casos o casal se dá conta de que serão mais felizes se seguirem seus caminhos separados, e o profissional pode até mesmo auxiliar para que ambos consigam enxergar isso com mais facilidade.

4- Isso quer dizer que a terapia de casal vai arruinar meu casamento?

Alguns cônjuges chegam até o consultório com uma expectativa de que o terapeuta passará uma receita pronta para salvar o casamento. Em contrapartida, outros temem que a terapia de casal acabe com a relação. O que acontece, no entanto, é um aconselhamento e uma ajuda para analisar a situação do casal e guiar para a melhor opção. Em alguns casos, a melhor opção para o relacionamento e para a felicidade dos cônjuges é o divórcio.

5- O que é mais importante para que a terapia de casal funcione?

O aspecto mais importante para o sucesso da terapia de casal é a motivação de ambos em participar e expor aquilo que os incomoda. Quando apenas um está motivado e disposto a participar da terapia, dificilmente os resultados são positivos.

6- Como a terapia de casal é conduzida?

Isso vai depender exclusivamente da linha seguida pelo terapeuta. Em alguns casos, existem dois terapeutas que trabalham com o casal separadamente. Depois de algumas sessões individuais, dá-se início nas sessões em conjunto, com os dois terapeutas e o casal.

em alguns casos os terapeutas de casal podem sugerir sessões individuais para ajudar a resolver o problema

em alguns casos os terapeutas de casal podem sugerir sessões individuais para ajudar a resolver o problema

Já em outras situações, o casal é atendido por apenas um dos terapeutas desde o início, que pode também propor sessões individuais para analisar melhor a personalidade de cada um dos cônjuges.

7- O que o casal precisa saber antes de começar a terapia?

É importante ter em mente que discussões e conflitos são inevitáveis e fazem parte do amadurecimento da relação e proporcionam algumas mudanças que são importantes e necessárias para o casal. Porém, é indispensável saber discutir de uma forma saudável e não permitir que o respeito entre os dois acabe.

8- A terapia de casal realmente funciona?

A resposta para essa pergunta dependerá exclusivamente das expectativas de cada casal. Alguns casais buscam resolver conflitos, enquanto outros apenas procuram por soluções que terminem com a infelicidade do relacionamento. O que pode significar um divórcio.

quando as duas partes estão dispostas a resolver os conflitos, a terapia de casal pode ser muito eficaz para a felicidade do casal

quando as duas partes estão dispostas a resolver os conflitos, a terapia de casal pode ser muito eficaz para a felicidade do casal

Seja a manutenção da relação em si ou a escolha de novas direções a ser seguida, sempre haverá um tipo de demanda diferente para cada casal. E quando os dois estão dispostos a encontrar uma solução para o casamento, a terapia de casal pode, sim, ser muito eficaz.

9- Os homens resistem mais à terapia de casal?

De um modo geral, é a mulher quem mais procura um terapeuta. Mas, isso não quer dizer que homens também não podem tomar a iniciativa. Por ser naturalmente mais introvertido e não gostar de exposições, o homem tende a resistir inicialmente à terapia. Mas isso não quer dizer que esses aspectos não possam ser trabalhados pelo próprio terapeuta, mostrando os benefícios das sessões para a vida a dois.

10- Somente pessoas casadas podem fazer esse tipo de terapia?

Não. Aqueles que estão noivos ou que estão namorando também podem participar de terapias de casal.

11- Quais são os benefícios da terapia de casal?

Este também é um tópico que depende e varia de cada casal individualmente. Porém, os principais benefícios da terapia são:

  • mudança na visão do relacionamento;
  • mudança nos comportamentos disfuncionais;
  • melhora na comunicação e intimidade entre o casal;
  • aproximação dos cônjuges;
  • estímulo para melhor expressarem os seus sentimentos;
  • destaque nos pontos fortes da relação.

12- Quais são os motivos mais comuns que fazem os casais procurar ajuda?

Os motivos podem variar muito, mas os mais comuns são:

  • infidelidade;
  • falta de desejo sexual;
  • brigas;
  • ciúmes;
  • dificuldades ou discordância na criação dos filhos;
  • desequilíbrio emocional;
  • falta de atenção;
  • questões financeiras;
  • incompatibilidade de sonhos;
  • prioridades diferentes.

13- A infidelidade é o motivo que mais leva o casal a uma terapia?

Sim. É muito comum ver casais que procuram a terapia de casal para tentar salvar o relacionamento após uma traição. Embora na maioria dos casos a relação termine pela falta de confiança estabelecida no casamento, alguns casais ainda conseguem se perdoar e se apaixonar novamente um pelo outro.

14- Quanto tempo dura uma terapia de casal?

Não existe um tempo pré estabelecido para isso. O tempo de duração da terapia depende da necessidade de cada casal e do momento em que chegaram ao consultório. Além disso, também será necessário analisar a evolução do relacionamento.

o tempo de duração da terapia depende exclusivamente do problema e do empenho do casal

o tempo de duração da terapia depende exclusivamente do problema e do empenho do casal

Por exemplo, enquanto casais chegam com um conflito definido e após resolvê-lo conseguem seguir por conta própria, outros chegam por um motivo e descobrem outros conflitos que também estão atrapalhando a vida a dois.

Outra questão é o empenho do profissional e dos cônjuges durante as sessões. Obviamente os casais que têm mais motivação levam menos tempo do que um outro casal com o mesmo problema em que uma das partes não esteja muito motivada a fazer a terapia.

15- Posso resolver os nossos problemas sozinho?

Sim. Afinal, na terapia de casal são os cônjuges que resolvem os problemas. O profissional está ali apenas como um conselheiro e guia. E é exatamente por isso que o terapeuta é importante no processo: ao tentar resolver os problemas sozinhos, o casal tende a repetir as mesmas falas de sempre e não conseguem progredir e encontrar uma solução para os problemas.

16- O que devo fazer quando meu marido/esposa não quer participar da terapia de casal?

Proponha ao seu parceiro se informar mais sobre a terapia de casal e todos os benefícios que ela pode proporcionar. Ressalte que muitas vezes é necessário um profissional para resolver os conflitos, já que normalmente o casal não tem condição de ver os problemas de vários ângulos por estar imerso neles.

17- Por que devo fazer terapia de casal?

Como dissemos neste texto, nem sempre é possível resolver os conflitos sozinhos, já que tendemos a olhar o problema e não enxergar soluções.

Por isso, o terapeuta sabe melhor como guiar o casal e ajudar a enxergar uma solução ideal para cada caso, analisando a situação de vários ângulos e pensando na felicidade de ambas as partes.

18- Posso fazer terapia de casal mesmo estando divorciado?

Sim. A separação geralmente é dolorosa para pelo menos um dos lados. E a terapia de casal é importante para amenizar o sofrimento e tornar o processo menos traumático.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *