Consciência e Autorrealização no fortalecimento da Autoestima

Nos últimos artigos temos comentado a importância de manter a autoestima elevada para termos mais chances de sucesso nos nossos relacionamentos. Estes são a base de tudo na nossa vida e é só a partir deles que podemos evoluir como pessoa, profissionais, filhos, pais, etc.

Essa constante busca pela evolução, pelo crescimento, envolve principalmente a satisfação de desejos pessoais, basicamente uma autorrealização:

Ter a noção de estar usando todo o meu potencial para atingir um objetivo. Não obtemos a autorrealização por meios materiais, é um sentimento, uma sensação que se obtêm através de conquistas internas e de valor emocional.

Elevar a autoestima

Os principais passos para elevar a autoestima e atingir a sensação de autorrealização envolvem:

  1. Ter percepção realista de si, dos outros e do mundocrenças funcionais – o que implica numa visão mais realista e objetiva da realidade
  2. Estar em paz consigo mesmo e ser capaz de se importar genuinamente com os problemas dos outros e do mundo. Ajudam a localizar solução para os problemas ao invés de “inflamá-los” ou ignorá-los. Senso de responsabilidade pessoal, social e ética.
  3. Ter a capacidade de silenciar, ouvir e libertar-se de julgamentos. Pessoas com autoestima elevada e realizadas não sentem a necessidade de estar certos o tempo todo, não precisam impor seu ponto de vista, ao contrário, desenvolvem o poder da escuta e respeito pela diversidade.
  4. Ter uma personalidade independente, autônoma e livre. Apesar da afetividade e empatia que pessoas com autoestima elevada tem, também dão valor a individualidade, ao silêncio, à contemplação. Não dependem da aprovação do outro e prezam a “meditação” nos próprios problemas como parte da solução.
  5. Reconhecer tantos seus defeitos quanto suas qualidades, igualmente. Ter a consciência dos seus defeitos te levam a dois caminhos: trabalhar para superá-los ou aceitá-los, ambos te levam a um processo de crescimento. Ter consciência das suas qualidades fortalece sua autoestima e sustentam o seu emocional.
  6. Ter gratidão – esse considero o mais importante de todos. Gratidão principalmente pelas pequenas coisas, os pequenos “milagres” do dia a dia, a saúde, o trabalho, os bens materiais, o afeto que teve e tem, a proximidade de pessoas que ama… Saber apreciar o que tem ao invés de apenas lamentar pelo que não tem.

Através de uma boa imagem de si mesmo aliado ao sentimento de autoconfiança que se pode ampliar o conhecimento de si próprio. Essa consciência do que se é capaz de fazer, enfrentar e realizar ajuda a transpor barreiras e obstáculos do dia a dia, sejam eles pequenos ou grandes.

É a consciência do próprio valor, a importância e o reconhecimento da própria responsabilidade para consigo mesmo na construção de nossa vida e das nossas relações intrapessoais e interpessoais.

Portanto, buscar sempre o autoconhecimento, a consciência de quem é de fato e do que é capaz ou não de suportar é a chave para conservar a autoestima elevada e também deliciar-se com a sensação de autorrealização. Através dessa consciência é possível atingir uma estabilidade pessoal e emocional, o que é bastante gratificante a medida que lhe coloca com uma postura mais positiva diante da vida.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *